Cowboys & Aliens (2011)

Em meio a várias pretensões, Jon Favreau consegue entregar outro eficiente longa de ação


Famoso por dirigir e dar vida a franquia Homem de Ferro, o ‘ex-ator’ Jon Favreau parece realmente ter encontrado a fórmula que mais lhe deixa confortável. Tendo como principal característica um incrível controle para criar grandes cenas de ação, o cineasta também se preocupa bastante em entregar produções que ofereçam mais do que isso. Homem de Ferro 1 e 2, muito mais do que belas cenas de ação, consegue entregar uma divertida aventura sob as picardias de Downey Jr. e seu Tony Stark. Neste seu mais novo longa, Favreau traz novamente suas eletrizantes tomadas de ação, mas tenta acrescentar um outro elemento até então pouco utilizado em sua filmografia: Uma grande pretensão.
Espero que vocês não levem essa afirmação para o lado negativo, já que muitas vezes o termo ‘filme pretensioso’ se refere a produções que não conseguem preencher todas suas expectativas. Aqui, em Cowboys & Aliens, nos defrontamos com muitas pretensões, nem todas, é verdade, acabam sendo completadas com a mesma desenvoltura com que foram implantadas na trama. Uma pena, já que servem apenas para regredir o resultado final desse eficiente longa de western/sci-fi.

Na trama, adaptada da comic book de Scott Mitchell Rosenberg, acompanhamos um estranho (Daniel Craig) que sem memória chega à desértica cidade de Absolution, no território de Arizona. Sua única pista que pode remeter a alguma coisa de seu passado é um misterioso bracelete preso aos seus pulsos. O forasteiro logo descobre que a população da cidade não gosta de pessoas desse tipo, já que ninguém em Absolution se move sem a permissão do mandatário Coronel Dolarhyde (Harrison Ford).
Porém tudo muda quando a cidade é misteriosamente atacada por seres alienígenas, mexendo até mesmo com as crenças da população que classificam tais fatos como obras do demônio. Avançando com um show de luzes e raptando várias pessoas, os ‘barcos voadores’ desafiam todas as leis que os moradores conhecem. Tendo agora como única esperança o até então renegado pistoleiro vivido por Daniel Craig, a população deverá se unir para combater esse inimigo distante do imaginário de todos.

Uma das coisas que mais merecem ser destacadas em Cowboys & Aliens são as incríveis ‘promessas’ que o longa em sua primeira metade começa a vender para seu espectador. E isso deve ser creditado aos – pasmem – CINCO roteiristas, que por si só, já explica boa parte dos problemas do filme. As duplas Roberto Orci e Alex Kurtzman (Star Trek e Transformers) e Mark Fergus e Hawk Ostby (Homem de Ferro e Marcas do Passado) e até mesmo o conhecido Damon Lindelof, co-criador de Lost, conseguem na excelente primeira metade do longa, entregar diversas situações altamente promissoras, principalmente graças a mescla de western e ficção científica. Porém quanto mais situações são acrescentadas, maior é a responsabilidade do quinteto de roteiristas. É aí que chegamos à constatação que apenas algumas destas pretensões conseguem se sustentar.
Sendo assim, encontramos uma série de equívocos por parte na resolução da trama, como a estapafúrdia explicação sobre o porquê dos Alienígenas virem até a Terra; a pincelada sobre a disputa dos norte-americanos com os Apaches; e isso sem falar na medíocre personagem da bela Olivia Wilde… Porém todos esses erros grotescos acabam sendo ofuscados pelo grande trunfo de Cowboys & Aliens, sendo necessário novamente trazer o nome de Jon Favreau em destaque: As suas tão eficientes cenas de ação.

Utilizando um verdadeiro arsenal com sua câmera, Favreau injeta ao seu longa ritmo suficientemente capaz de preencher muito bem um mero programa de entretenimento. O diretor ainda consegue trazer – principalmente no começo da ‘jornada’ dos personagens principais – um tom de suspense surpreendente. Muito ajudado pela correta fotografia de Matthew Libatique (Cisne Negro) e a direção de arte da dupla Christopher Burian-Mohr (que, aliás, em vários momentos trás referencias de seu grande trabalho em O Livro de Eli) e Daniel T. Dorrance (Colateral) conseguindo ambientar uma ‘velho oeste’ de maneira eficiente. A trilha elaborada por Harry Gregson-Williams (Atração Perigosa) até chega a demonstrar algumas boas ideias, porém inexplicavelmente vai ‘morrendo’ aos poucos, e isso, mesmo que inconscientemente, afeta gravemente o resultado final de várias sequencias.
Trazendo toda ‘agilidade’ que a série 007 lhe rendeu, Daniel Craig consegue desempenhar, novamente, muito bem o papel de protagonista. O experiente Harrison Ford, totalmente a vontade no papel do Coronel Dolarhyde, poderia certamente ter um espaço e desenvolvimento melhor, como por exemplo, no seu relacionamento com seu filho, vivido timidamente pelo ótimo Paul Dano (Sangue Negro). Olivia Wilde (Tron – O Legado) recebe uma personagem mediocremente elaborada e pouco consegue fazer. Fechando o elenco encontramos Sam Rockwell (Homem de Ferro 2), que também deveria ter um espaço maior, e Adam Beach (Códigos de Guerra).

Ao término, Cowboys & Aliens, graças a seu ritmo frenético e cenas de ação de altíssimo nível, consegue apagar os sucessivos erros que seu roteiro lhe proporciona. Sendo resumidamente um projeto pretensioso, afinal não é sempre que vemos alienígenas no velho oeste, o novo filme de Jon Favreau acaba escorregando em suas próprias armadilhas.
Talvez tendo um roteiro que se preocupasse mais em desenvolver uma trama coesa, deixando então de lado as inúmeras escolhas inexplicáveis quanto à resolução da história, a produção certamente poderia atingir um grau de qualidade superior ao aqui alcançado. Merece ser visto, porém como um puro e óbvio entretenimento. Fato que nem sempre parece querer ser assumido por seus realizadores.

Nota: 7,0

por Filipe Ferraz

Um comentário sobre “Cowboys & Aliens (2011)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s