Curvas da Vida (2012)

Apresentado por Clint, Robert Lorenz demonstra certa ineficácia ao conduzir um drama, o sinal disso é que a abordagem do romance entre Amy Adams e Justin Timberlake (dispensável, é verdade, que cai na conta do roteirista Randy Brown, também estreante) é capenga e completamente desestabilizadora. Apesar destes problemas, o poder das interpretações de Clint Eastwood e Josh Goodman, além da não-‘mão-pesada-dramática’ geralmente comum em filmes do gênero, transformam Curvas da Vida em um bom filme.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s